Home / Cultura / Belezas naturais e folclóricas colocam Goiás na rota do turismo mundial

Belezas naturais e folclóricas colocam Goiás na rota do turismo mundial

capa materiaLocalizado no Planalto Central, tendo como paisagem principal o bioma do Cerrado brasileiro e a riqueza natural evidenciada por Serras como a de Caldas, dos Pirineus e a imponente Chapada dos Veadeiros, Goiás tem atraído a atenção de turistas de diversas partes do mundo que vêm em busca do encontro com as tradições culturais centenárias, de cidades coloniais que preservam a arquitetura e a gastronomia de raiz e por conta das belezas naturais evidenciadas por cachoeiras paradisíacas e grutas cinematográficas.

A edição de agosto da revista Viagem e Turismo dedicou matéria especial de 14 páginas focada em apresentar os motivos pelos quais Goiás se mostra tão atrativo. Repleta de imagens, a matéria apresenta um mapa turístico de Goiás destacando o potencial turístico de oito regiões.

Chapada dos Veadeiros

A região da Chapada dos Veadeiros localizada no nordeste goiano reserva uma vista inigualável de um paredão rochoso no formato de platô, que guarda inúmeras cachoeiras e históriasvale da lua repletas de misticismo e trocas energéticas com o cosmos. Trilhas abertas ao longo dos séculos por desbravadores conduzem turistas a cachoeiras impressionantes e ao prestigiado Vale da Lua, que apresenta uma formação rochosa transformada pela ação da natureza e que se assemelha às formações rochosas observadas na lua.

Criado em 1961, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros protege uma área superior a 65 mil hectares de cerrado de altitude, caracterizado por formações vegetais únicas, centenas de nascentes e rochas com mais de um bilhão de anos. O parque também preserva áreas de antigos garimpos, que retratam parte da história local e, por conta de seu valor cultural, foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, em 2001.

Além da conservação, o objetivo da criação do Parque também envolve sua disponibilidade para pesquisas científicas e para educação ambiental. Caminhadas contemplativas e banhos de cachoeira atraem turistas de todas as partes, interessados em percorrer as antigas rotas usadas por garimpeiros, e em absorver a energia captada pelas rochas que compõem esse santuário natural.

Lençol Hidrotermal

serra de caldasmaior lençol hidrotermal do mundo está localizado na região da Serra de Caldas, onde foi edificado um complexo turístico formado por inúmeros clubes e parques aquáticos que povoam as cidades de Caldas Novas e Rio Quente. Reconhecido inicialmente pelo seu poder terapêutico, beneficiando questões como dores crônicas e reumatismos, o manancial de águas quentes do Estado de Goiás conquistou a atenção de empresários do entretenimento, que viram a oportunidade de explorar o potencial hidrotermal em verdadeiros oásis aquáticos.

Na região, está localizado o Parque Estadual da Serra de Caldas, criado em 1970 como forma de proteção do lençol termal. Com extensão de 123 quilômetros quadrados, sua paisagem é composta pelas belezas da flora e fauna do cerrado brasileiro. A reserva oferece duas trilhas – Cascatinha e Paredão, com níveis leves e intermediários de caminhada, que conduz a cachoeiras e mirantes que proporcionam apreciar a paisagem a mais de mil metros de altitude.

Serra dos Pirineus

pirenopolis

Aos pés da Serra dos Pirineus encontra-se a cidade colonial de Pirenópolis, uma das principais cidades goianas na época áurea da mineração, e que foi tombada como Patrimônio Arquitetônico, Urbanístico, Paisagístico e Histórico pelo IPHAN. O Parque Estadual da Serra dos Pirineus reserva piscinas naturais, mirantes e trilhas que estimulam a prática de esportes radicais como a tirolesa e o rapel.

O centro histórico de Pirenópolis é reconhecido por apresentar estabelecimentos que enaltecem a gastronomia regional, o artesanato local e ícones de celebrações culturais seculares como as Cavalhadas, que integram o calendário cultural da cidade. A instalação do campus da UEG em Pirenópolis, com cursos que fomentam o potencial turístico da cidade, como Turismo e Gastronomia, têm permitido ampliar o oferecimento de mão de obra qualificada para o segmento na cidade.

Rio Araguaia

rio araguaia

As belezas do Rio Araguaia, que corta o estado deixando um rastro de prosperidade e praias de água doce apreciadas pelos goianos e seus visitantes, também foram destaque na publicação. Aruanã e Luís Alves são apontados na matéria por serem adequados a banhos de rio e pescaria na temporada de meio de ano, quando se formam as praias, e os turistas montam acampamentos que se transformam em verdadeiras colônias de férias, com atividades como vôlei na areia e jet-ski.

Centros do poder

Cidade de Goiás

Cidade de Goiás

Goiânia é destaque pela gastronomia. O texto fala dos restaurantes que servem comida regional na capital, com os ingredientes do Cerrado que ajudam a compor a culinária goiana, com seus sabores e aromas: pequi, guariroba, pamonha e empadão, além do peixe na telha.

A antiga capital, Goiás, que também ostenta o título de Patrimônio Histórico e Cultural Mundial, tombado pela Unesco, também foi evidenciada. A cidade é mencionada no artigo pela poesia de Cora Coralina, pelos doces tradicionais, e, claro, pelo Centro Histórico, com seus museus, ruas de pedra, praças, o palácio que foi sede do governo do estado e o casario colonial. E citou ainda o Parque Estadual da Serra Dourada.

Capital da fé

trindade

Até mesmo o turismo religioso foi informado pela revista. O foco é sobre Trindade e Abadiânia. Em Trindade, mais de 2,7 milhões de católicos participam todo ano da Festa do Divino Pai Eterno. Os fiéis seguem a pé pela Rodovia dos Romeiros, para agradecer a graça recebida. E, em Abadiânia, o médium João de Deus costuma atrair mil pessoas – não somente espíritas – em cada dia de atendimento.

Grutas

terra ronca

O Parque Estadual de Terra Ronca é conhecido pelo patrimônio espeleológico mais expressivo da América Latina, com grutas e cavernas. Acredita-se, segundo o artigo, que exista um conjunto de cerca de 300 cavernas, sendo 17 abertas à visitação, com diversos graus de dificuldade para se chegar a elas.

 

Fonte: goiasagora

Veja Também

Vestibular UEG – Inscrições abertas até dia 10 de Outubro 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *