Home / Educação / UEG investe mais de R$ 24 milhões em 6 mil bolsas

UEG investe mais de R$ 24 milhões em 6 mil bolsas

Box: UEG

Box: UEG

Elemento fundamental do tripé ensino, pesquisa e extensão, o Programa Próprio de Bolsas da UEG soma, em quatro anos, R$24.747.000,00 investidos na concessão de 6.004 bolsas, distribuídas em 12 modalidades (veja quadro). O número cresce desde 2013, quando passou a vigorar o programa, instituído pela Lei Estadual nº 167.934, de 2012.

A modalidade que sobressai no quesito assistência estudantil é a Bolsa Permanência, sobretudo na contribuição para um dos principais objetivos da UEG, que é oferecer ensino superior gratuito e de qualidade. A Bolsa Permanência concede R$ 400,00 mensais a alunos de famílias com renda de até três salários mínimos por pessoa.

Alternativa de educação superior

Gráficos-02“A Bolsa Permanência cumpre papel fundamental. Esta é uma universidade da inclusão, da diversidade, à medida que estamos em 39 municípios, onde a alternativa da educação superior só se apresenta a muitos jovens pela própria UEG”, avalia o professor Marcos Torres, pró-reitor de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis.

Esse caráter social da bolsa é destacado também pela coordenadora da Central de Bolsas, Aparecida Wruck. “Essa bolsa é fundamental para manter o aluno na Instituição”, afirma. “Muitos dizem que, sem a bolsa, não conseguiriam realizar o curso.” É o caso de Daniella Jeanne, que voltou a cursar Letras 19 anos após trancar matrícula no curso. “[A bolsa] tem me ajudado muito, uma vez que estou desempregada, sou divorciada e tenho dois filhos”, conta.

Foto: UEG

Foto: UEG

A Bolsa Permanência de Daniella é uma das 3.123 concedidas pela UEG desde 2013, quando o País dava sinais de que sofreria uma crise econômica. Em agosto de 2016, a Universidade foi surpreendida com o corte de 20% no financiamento das bolsas do CNPq. Perdeu 13 das 61 bolsas financiadas. Mas, com recursos próprios, mantém ativo – e em ascendência – seu programa próprio. “A política da UEG é de, no mínimo, manter os níveis atuais de concessões de bolsas”, garante Aparecida Wruck.

 

*Comunicação UEG/José Carlos Araújo 

Veja Também

itego-capa

Rede de educação profissional em Goiás terá 30 Institutos Tecnológicos até 2018

Goiás possui asegunda maior rede pública estadual de educação profissional do País, atrás apenas de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *